As dificuldades de escrever ciência: o processo de redação do modelo Galves-Löcherbach

Por David Alves

O texto jornalístico, na maioria das vezes, segue certos padrões e regras estruturais que facilitam a compreensão do leitor acostumado com tais formatos. Do mesmo modo, a escrita científica também possui essas estruturas. Porém, enquanto muitos estão familiarizados com a primeira, poucos o estão com a segunda. É aí que entra o trabalho que estamos desenvolvendo, e esta semana começamos um passo importante no projeto de Wiki-difusão: a criação do verbete na Wikipédia sobre o Modelo Galves-Löcherbach, desenvolvido por Antonio Galves e Eva Löcherbach dentro do NeuroMat.

Uma coisa permanece comum entre escrever para um jornal, uma revista acadêmica ou a Wikipédia: a necessidade de fontes. É preciso ter conteúdo para embasar o texto que se apresenta, mas enquanto o jornalismo aceita todo tipo de fonte, para a academia as fontes precisam compartilhar o rigor acadêmico que é exigido deles. A comunidade Wiki fica em algo no meio do caminho, aceitando fontes jornalísticas e acadêmicas, mas com uma questão adicional: as fontes não podem ser primárias, isto é, a Wikipédia não é lugar para pesquisa original, mas sim aquelas já revisadas por pares.

No caso em questão, o artigo “Infinite Systems of Interacting Chains with Memory of Variable Length — A Stochastic Model for Biological Neural Nets” que apresentou o modelo probabilístico, já pode ser considerado válido. Apesar de o conteúdo do artigo em si ser original, o fato de ter sido revisado e publicado em uma conceituada revista acadêmica, a Journal of Statistical Physics, o coloca como uma fonte ótima para a Wikipédia. Não apenas isso, mas o próprio artigo não apenas se vale de referências importantes (e que foram devidamente utilizadas na edição do verbete) como também serviu de base para outros estudos no campo (que continuam a ser incluídos), mostrando o impacto e valor enciclopédico do trabalho.

Dito isso, é necessário dizer que as fontes escritas não foram a única pesquisa necessária para descrever o modelo. De fato, apesar de serem fundamentais para a Wikipédia, no processo de escrita elas nem sempre serão tão inteligíveis quanto necessário.

A pesquisa em desenvolvimento no NeuroMat é realizada por mestre, doutores e pós-doutores em matemática, física e neurociências. Assumindo aqui a primeira pessoa, minha formação é em Jornalismo, uma área bastante afastada do conhecimento avançado que é usado nos cálculos da pesquisa em neuromatemática. Para entender esse conteúdo que se encontra na fronteira das ciências exatas foi preciso buscar as pessoas que estão nesse processo.

Conversei com uma das pesquisadoras do NeuroMat, Ludmila Bronchini. Ela me guiou através do artigo, apresentando conceitos e explicando os detalhes do modelo que eu, como leigo, não seria capaz de apreender apenas por meio da leitura. Dada a capacidade colaborativa da Wikipédia, o verbete também foi posteriormente  revisado por outros membros do NeuroMat, Guilherme Ost e  Jorge Stolfi, que aprimoraram a redação do artigo com clareza e profundidade. Stolfi também foi responsável por sugerir a alteração do nome do original “modelo probabilístico de redes neurais” para o atual “modelo Galves-Löcherbach”. Registro aqui meu agradecimento a todos, sem os quais não seria possível realizar essa etapa da Wiki-difusão com qualidade ou provavelmente como um todo.

Esse foi o primeiro grande desafio do projeto que estamos desenvolvendo. Outros surgirão, mas com as práticas que estamos adquirindo, e com o apoio da equipe de difusão e do NeuroMat como um todo, tenho a certeza de que sucessos ainda maiores virão.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s