A matemática pincelada nas turbulências de Van Gogh

1137px-Van_Gogh_-_Starry_Night_-_Google_Art_Project.jpg
Noite Estrelada de Van Gogh ( crédito: wikimediaCommons)

Por Giulia Ebohon

O pintor holandês Vincent Van Gogh é dono de telas mundialmente conhecidas, que marcaram uma forma de expressão artística definida como pós-impressionismo – datada entre o final do movimento Impressionista e início do Cubismo. Mas para além do campo das artes – no qual tem reconhecida relevância – obras do artista também vêm sendo utilizadas como objeto de estudo no universo da ciência.

Intrigado com o movimento e a luminosidade presentes nas obras do Van Gogh, o físico espanhol Manuel Torres, junto com uma equipe de pesquisadores, investigou a relação entre o fenômeno da turbulência, observado na natureza, e a turbulência notada em alguns dos quadros do artista como, por exemplo, o “redemoinho” entre luz e nuvens visto em seu quadro Noite Estrelada.

Para isso, os especialistas digitalizaram a pintura Noite Estrelada em um computador para que seus pontos pudessem ser analisados por meio de um modelo matemático chamado Kolmogorov. Esse modelo foi desenvolvido pelo matemático russo Andrey Kolmogorov e se propôs a ampliar a compreensão sobre a turbulência.

Aplicado à tela, foi avaliada a probabilidade de cada ponto (pixels), separado por determinada distância, ter o mesmo brilho ou luz. O resultado desse estudo comprovou a precisão do artista em seguir uma lei de escalas em suas imagens comparável à que rege movimentos na natureza.

Essa escala pode ser observada, por exemplo, na troca de energia entre redemoinhos maiores para menores, que leva a um padrão de repetição de redemoinhos, aparecendo em escalas diversas, criando o fenômeno da turbulência.

Van Gogh expressou esse fenômeno em suas telas contribuindo para se tornarem mundialmente apreciadas. Mas as obras, além de captuarem a união entre arte e ciência, trazem também o registro de um período de grande sofrimento do artista, em que Van Gogh passava por intensos distúrbios psicológicos que o acompanharam até o final de sua vida.

Anúncios

2 comentários em “A matemática pincelada nas turbulências de Van Gogh”

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s