Primeiros passos no entendimento do modelo Galves-Löcherbach

*Por: Monique Sampaio

As minhas primeiras semanas no CEPID/Neuromat consistiram sobretudo no início de estudos a respeito do modelo GL (Galves-Locherbach), que é base do meu projeto de difusão científica. Para tal, li a introdução que deu origem ao modelo, e pesquisei os termos que não compreendi por serem específicos do campo matemático. Alguns exemplos são: processo Markoviano, distribuição exponencial, processo estacionário, sistemas infinitos e dentre outros.

Além disso, tive duas reuniões com o diretor do Cepid/Neuromat, o professor Antonio Galves, com o objetivo de aprofundar a compreensão a respeito do artigo que ele mesmo produziu, e uma com Kadmo Laxa, que me explicou conceitos matemáticos mais iniciais, como a diferença entre probabilidade e estatística.

Por fim, fui inserida no grupo “Redes Sociais” do Cepid/Neuromat, onde participei de uma reunião como ouvinte. A minha participação nesse grupo será importante, uma vez que os pesquisadores integrantes trabalham com o processo não Markoviano, assim como o modelo GL. Por esse motivo, poderei ter uma compreensão prática a respeito deste conceito.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: