Estreia do episódio “Cérebro e Computador”, do Podcast A Matemática do Cérebro

Já está no ar o quarto episódio da segunda temporada do podcast do CEPID NeuroMat, A Matemática do Cérebro. Nomeado “Cérebro e Computador”, este episódio foi gravado de forma remota durante a quarentena e contou com a presença dos pesquisadores do NeuroMat Jorge Stolfi, que é cientista da computação, e Arthur Valencio, que é físico.

Durante os 46 minutos deste episódio, os dois cientistas discutiram sobre as similaridades e diferenças no funcionamento do cérebro humano e dos computadores, a interface homem/máquina, como a computação ajuda nos estudos da neurociência e também sobre pesquisas que são desenvolvidas nessas duas áreas, como o trabalho que o Hospital das Clínicas faz com a Doença de Parkinson e as pesquisas do NeuroMat sobre simulação de neurônios a partir da computação.

Os próximos episódios já estão em produção e serão divulgados nos próximos meses. O podcast está disponível em diversas plataformas de streaming, inclusive no Spotify, o Itunes, o Google Podcast e também no nosso site.

Encaminhamento do projeto teórico

*Por Camilla Tsuji Oviedo Lopes

Na última quarta-feira, tive uma reunião com o orientador João Alexandre Peschanski, onde foram discutidos os próximos passos para o meu projeto teórico.

Há algumas semanas estou realizando o levantamento de artigos sobre a metodologia e possíveis críticas ao objeto da minha pesquisa, a Altmetria. O artigo será uma revisão de literatura, ou seja, utilizarei as investigações de outros pesquisadores para escrevê-lo.

Além do inicio da escrita do artigo, já existem possíveis datas para a apresentação da pesquisa em congressos. Esta será a minha primeira vez apresentando algo na área acadêmica e será um grande aprendizado.

Altmetria: explorando o objeto de pesquisa

*Por Camilla Tsuji Oviedo Lopes

Nas últimas semanas aprofundei meus estudos para entender um pouco mais sobre o objeto da minha pesquisa: a Altmetria.

Altmetria são métricas alternativas às tradicionais, utilizando medidas de impacto com base na atividade online. O estudo surgiu em 2008 e suas primeiras aplicações foram em 2010, geradas a partir da revolução das redes sociais, onde houve uma crescente demanda por acesso a conteúdo com maior facilidade.

O indicador da atenção online é apresentado no formato de anel colorido, conhecido como donut, onde cada cor representa um tipo de fonte e, ao centro, a quantidade de atenção recebida.

Após algumas reuniões com o orientador João Alexandre Peschanski, foi comentada a necessidade de encontrar críticas que levariam a altmetria não ser utilizada por pesquisadores e laboratórios. Selecionei alguns artigos que se relacionam a isso e consegui captar nesses textos aquilo que poderá ser útil para responder a este problema.

Reunião sobre o Jogo do Goleiro

*Por Camilla Tsuji Oviedo Lopes

Há algumas semanas comentei aqui, no Traço de Ciência, que fiquei responsável por organizar um encontro para a apresentação do projeto científico associado ao Jogo do Goleiro.

O encontro aconteceu no último sábado e foi coordenado pelo diretor do CEPID NeuroMat, Antonio Galves. Essa reunião foi super interessante e bem importante para que os participantes pudessem compartilhar a sua experiência como jogadores e, também, entender qual é o modelo e a conjuntura desta pesquisa.

Redes sociais e comunicação científica: a organização da parte prática

*Por Camilla Tsuji Oviedo Lopes

Nesta semana, tive a oportunidade de participar da reunião dos alunos do curso de Estatística de Redes Sociais, oferecida pelo diretor do CEPID NeuroMat, Antonio Galves.

Neste encontro, pude entender um pouco mais sobre o modelo simples de influência dentro das redes sociais. Além disso, esse foi um ótimo momento de conversar diretamente com os alunos, obtendo ideias e insights que poderão ajudar no desenvolvimento da parte prática da minha pesquisa.

Como falei há algumas semanas aqui, no Traço de Ciência, a parte prática consiste em coletar e produzir conteúdo para uma página na internet, com o objetivo de organizar e difundir o conjunto de conteúdos sobre redes sociais realizado no contexto do CEPID NeuroMat.

Foi um prazer enorme participar dessa reunião e, com certeza, a melhor maneira de se iniciar esta etapa.