Estudantes editores e Prêmios Nobel

Por Ian Ramjohn*

Na segunda-feira de manhã, saiu a notícia de que o Prêmio Nobel de Fisiologia ou Medicina de 2017 havia sido concedido a Jeffrey C. Hall, Michael Rosbash e Michael W. Young. Cientistas raramente são bem conhecidos pelo público e estes não estavam entre os favoritos para ganhar o Nobel. Se você correu para a Wikipédia em inglês para descobrir quem são, encontrou biografias bem escritas que fornecem uma visão geral de suas carreiras acadêmicas e, o mais importante, discutem a importância de suas pesquisas. Se não fosse por estudantes dos programas da Wiki Education Foundation, no entanto, você teria se decepcionado.

Continue Lendo “Estudantes editores e Prêmios Nobel”

Anúncios

Preenchendo a lacuna de conhecimento sobre ciência política

Por Jami Mathewson*

No início de setembro, a Wiki Education Foundation se juntou a cientistas políticos na reunião anual da Associação Americana de Ciência Política [American Political Science Association ou APSA, na sigla em inglês] em San Francisco. Eu e a gerente de extensão da Wiki Education Foundation Samantha Weald passamos uma semana discutindo a enorme lacuna entre o que os pesquisadores sabem e o que o público entende sobre ciência política. Muitos especialistas pesquisam tópicos importantes e interessantes sobre governos e comportamentos políticos, mas estas informações podem ser difíceis de entender para quem não dedicou uma carreira inteira a elas. É aí que entra a Wikipédia.

Continue Lendo “Preenchendo a lacuna de conhecimento sobre ciência política”

Tornando o conhecimento público usando tecnologia educacional

Por Jami Mathewson*

Pelo nono ano, professores da Universidade Xavier da Louisiana (XULA) se uniram para experimentar novas pedagogias em suas salas de aula. Seu grupo, a Comunidade do Corpo Docente de Pesquisadores em Ensino (FaCTS), é financiado pela Fundação Andrew Mellon e oferece bolsas para que os participantes explorem o tema do ano. O tema para o ano acadêmico 2017-18 é “Tornar o conhecimento público usando a tecnologia educacional.” A Dra. Megan Osterbur, que participa do programa em sala de aula da Wiki Education Foundation, ajudou a organizar o grupo deste ano de candidatos selecionados e viu um claro alinhamento com as atividades da Wikipédia. Afinal, a Wikipédia serve como tecnologia educacional para estudantes editores e é tão pública quanto o conhecimento deve ser em 2017.

Estamos entusiasmados em trabalhar com vários participantes do FaCTS, pois incorporam atividades com Wikipédia em seus vários departamentos. Como parte da bolsa, Megan decidiu trazer eu e Samantha Weald para o período de planejamento intensivo de uma semana em maio. Nós nos juntamos durante os primeiros dois dias, quando os participantes fizeram um profundo mergulho nos componentes da Wikipédia. Colaboramos para conceber atividades significativas e mostramos as ferramentas e os treinamentos da Wiki Education Foundation disponíveis para instrutores e alunos. Nós discutimos extensivamente como a Wikipédia é talvez a plataforma mais relevante para o conhecimento público para os estudantes de hoje.

De acordo com Megan, quando pensamos em conhecimento público, devemos considerar três coisas: audiência, acessibilidade e propósito.

Audiência

Quando os alunos criam conhecimento, pedimos que considerem o público-alvo pretendido. Quando trazemos a tecnologia para o processo de criação de conhecimento, também devemos perguntar: com base na plataforma e na tecnologia que você está usando, quem é o público real?

Em relação à Wikipédia, a resposta vem facilmente aos alunos, já que eles estão visitando o site há anos. Por sua familiaridade, eles entendem que todos podem ler a Wikipédia quando buscam informações sobre um tópico. Compreendem inerentemente o público da Wikipédia e, portanto, o idioma que devem usar para se comunicarem efetivamente. Este entendimento é muito mais fácil para eles do que quando escrevem um artigo acadêmico ou um texto tradicional.

Acessibilidade

Para que o conhecimento seja verdadeiramente público, ele deve ser acessível pela audiência. Se os acadêmicos perseguem uma carreira em pesquisa e ensino superior para informarem o público e compartilharem algo que eles amam conhecimento e aprendizado ao longo da vida com o mundo, eles estão alcançando seus objetivos através de meios tradicionais? Megan nos fez pensar sobre trabalhos publicados e quem pode acessá-los. Para artigos de periódicos, livros acadêmicos ou livros didáticos, o grupo argumentou que a audiência é limitada aos pares da academia, alguns alunos do ensino superior e membros das famílias dos autores que podem não entender completamente o jargão dos textos. Uma participante do FaCTS brincou dizendo que “ninguém interessante” tem acesso ao seu trabalho publicado. Megan apontou que ela sabe que “a linda dissertação em capa dura que deu a sua mãe tem mais poeira sobre ela do que as impressões digitais.”

Um dos principais apelos da Wikipédia aos instrutores como plataforma de publicação para estudantes é a ampla acessibilidade do público. Alunos de ensino superior, estudantes do ensino médio, avós, crianças, professores, profissionais e todos os outros entre eles leem a Wikipédia, de modo que os alunos editores podem compartilhar pesquisas e conhecimentos acadêmicos importantes com uma audiência extensa. Dito isto, para que uma fonte de conhecimento seja verdadeiramente acessível, os leitores devem ter os meios críticos e a leitura digital para compreender o conteúdo e avaliar sua confiabilidade. Outra vantagem das atividades com a Wikipédia é que, ao se envolver com este processo de aprendizado, os estudantes desenvolvem suas habilidades de leitura midiática. No final, eles não só estão criando conhecimento para os outros, mas também se tornando melhores consumidores de conhecimento. A Wikipédia, revistas acadêmicas, livros didáticos e outras fontes de conhecimento se tornam ainda mais acessíveis aos estudantes graças às habilidades que desenvolvem ao contribuir para a Wikipédia.

Propósito

Os participantes do FaCTS discutiram o papel que o propósito desempenha na importância do conhecimento público. Com a facilitação de Megan, identificamos os seguintes propósitos para o conhecimento público:

Abordagens igualitárias à informação, conhecimento e aprendizado.

Alinhamento com uma missão institucional. Por exemplo, a XULA visa criar justiça social e líderes globais. Ao criar informações acessíveis para o mundo, incluindo pessoas que não têm acesso à educação institucionalizada, seus alunos criam uma sociedade mais justa e constroem suas próprias habilidades de liderança.

Necessidade econômica: se mantivermos o conhecimento privado e restrito, as massas serão menos informadas e podemos acabar com uma economia terciária sem base de conhecimento e muito pouca mobilidade econômica.

Construindo uma base para o aprendizado ao longo da vida: Ao fornecer mecanismos para que as pessoas aprendam continuamente, elas podem aumentar sua qualidade de vida ao longo do tempo.

Consumo crítico e leitura multimodal no contexto da cacofonia de informação: os alunos se envolvem com novas informações que não pressupõem autoridade, mas justapõem os novos dados com esquemas prévios de conhecimento e informação. Ao obter novos dados, eles podem avaliar onde eles se encaixam com outros esquemas de conhecimento que já possuem. É importante que a informação também possa servir ao propósito de desenvolvimento da leitura multimodal, ajudando os consumidores a entender tabelas, gráficos e outras informações não baseadas em texto.

Como um recurso acessado por centenas de milhões de pessoas todos os meses, a edição da Wikipédia ajuda os alunos a criarem conhecimento com propósito. Eles identificam informações acadêmicas que estão faltando na Wikipédia, pesquisam os tópicos e preenchem as lacunas de conteúdo. Conforme os leitores da Wikipédia pesquisam informações sobre o assunto, eles podem aprender de fontes que de outra forma não poderiam ter acesso, seja porque estão atrás de um paywall, seja porque não possuem capacidades avançadas de leitura dentro do campo para compreender a literatura disponível. Estes leitores inserem estas informações em suas vidas diárias e profissionais, cumprindo o propósito de compartilhar o conhecimento.

Aprendemos muito sobre como os instrutores fundem estes dois conceitos de conhecimento público e tecnologia educacional e estamos ansiosos para trabalhar com mais estudantes na XULA. Se você é um instrutor interessado em aumentar o conhecimento público em seu campo, pedindo aos alunos para editarem a Wikipédia, entre em contato conosco via contact@wikiedu.org.

Jami Mathewson é colaborador da Wiki Education Foundation.

Imagem: FaCTS workshop 5.jpg. Conteúdos do site da Wiki Education Foundation estão em CC-BY-SA.

*Este texto foi originalmente publicado no site da Wiki Education Foundation em 16 de junho de 2017.

Por que periodicamente escrevo sobre elementos na Wikipédia

Por Mikhail Boldyrev*

Na oitava série, tive aulas de química pela primeira vez. A maioria dos meus colegas de turma achou incrivelmente difícil, enquanto eu achei fácil. Meu problema foi o próximo passo, na faculdade, com os livros de exercícios que eu não conseguia resolver na hora.

Gradualmente, me virei para a Wikipédia para obter o conhecimento que queria. Eventualmente, eu percebi que poderia escrever artigos da Wikipédia para devolver algo ao site do qual tirei tanto. Eu ainda estaria aprendendo, mas também estaria ajudando alguém em uma posição semelhante àquela em que eu estava.

Continue Lendo “Por que periodicamente escrevo sobre elementos na Wikipédia”

Escrevendo para ser lido, não só para se formar

Por Sarah Vital*

No primeiro dia da aula, entrei em uma sala cheia de estudantes de contabilidade ansiosos, com os olhos brilhantes. Eles têm seus livros de contabilidade e, mesmo em 2016, eles tinham suas próprias calculadoras. O curso em que estão matriculados é um “laboratório” de contabilidade. Eles estavam prontos para triturar números. Mas eu, uma bibliotecária e palestrante em comunicação empresarial, não posso ajudar estes alunos com análise custo-volume-lucro. O que eu tenho para fazer é ajudar estes estudantes a desenvolver uma escrita clara e profissional.

Continue Lendo “Escrevendo para ser lido, não só para se formar”

O grande projeto na Wikipédia “Mulheres na geologia”

Por Glenn Dolphin*

Meu nome é Glenn. Fui contratado pela Universidade de Calgary para seu Departamento de Geociências há quase quatro anos. Sou professor de geociências. Sou bacharel e mestre em geologia, mas meu doutorado foi em ensino de ciências. Eu pesquiso aprendizado em salas de aula de geologia, especialmente como usar a história da ciência para falar sobre conteúdos e processos científicos. Dou aulas de disciplinas introdutórias para uma grande quantidade de alunos (300 a 400 inscritos). Em resposta à literatura que afirma que disciplinas que se baseiam apenas em aulas expositivas não são muito eficazes em facilitar o aprendizado dos alunos, decidi transformar minha disciplina introdutória de geologia para não-alunos de graduações em ciências em um ambiente de aprendizado mais ativo. Incorporei algumas estratégias para conseguir isto, por exemplo, dividir a classe inteira em pequenos grupos, usar tempo de aula para pequenos exercícios de escrita e discussões em grupo, um projeto a curto prazo na Wikipédia, bem como outra iniciativa a longo prazo na enciclopédia on-line.

Continue Lendo “O grande projeto na Wikipédia “Mulheres na geologia””

O uso de APIs na mineração de dados

Créditos: DARPA/Wikimedia Commons/CC BY-SA 4

Por Éder Porto

API é o acrônimo anglófono para Application Programming Interface, que em português significa Interface de Programação de Aplicações e nada mais é que um conjunto de rotinas de um software para a utilização de suas funcionalidades sem, contudo, aprofundar-se na sua implementação. Por exemplo, através de um API é possível obter uma série de informações sobre uma página da Wikipédia sem que se precise fazer o download do banco de dados da Wikipédia ou aprender como ele funciona ou é estruturado.

Continue Lendo “O uso de APIs na mineração de dados”