As iniciativas GLAM na palestra ARTEFoco, da USCS

Palestra_na_USCS
Giovanna Fontenelle, Thomaz Pacheco e Caio Bruno no evento ARTEFoco na Universidade São Caetano do Sul (Crédito: Wikimedia Commons/Joalpe – Own work, CC BY-SA 4.0)

No dia 15 de maio de 2018, a Universidade de São Caetano do Sul realizou o evento ARTE Foco. Para falar sobre as iniciativas GLAM (Galeries, Libraries, Archives and Museums), da Wikipédia, a jornalista e bolsista do CEPID NeuroMat, Giovanna Fontenelle, foi convidada.

Durante sua fala, a bolsista abordou o histórico dos GLAM no mundo, o seu início e alguns participantes bastante relevantes da iniciativa. Além disso, também tratou do seu próprio envolvimento com os projetos Wikimedia, sobretudo sua atuação junto ao GLAM desenvolvido com o Museu Paulista da USP.

Como o público do evento era composto por estudantes universitários, muitos não conheciam todas as plataformas Wikimedia. Por isso, também foi apresentado o contexto geral do funcionamento da Wikipédia, assim como outros projetos ligados ao site.

Já que o tema principal da palestra era arte na região do ABC de São Paulo, principalmente na cidade de São Caetano do Sul, a bolsista buscou mostrar como a Wikipédia e o Wikimedia Commons podem ser plataformas que a população pode usar para se apropriar das obras de arte derivadas da região, assim como ferramentas para o carregamento de itens pelos próprios estudantes ali presentes, ajudando a conectar a cidade à Wikipédia.

Para servir como exemplo, a bolsista mostrou o carregamento de imagens de obras de arte do Museu Paulista e como essa iniciativa ajudou a conectar a instituição à plataforma, assim como auxiliou no aumento do conhecimento e das informações disponíveis online sobre o museu e a história do Brasil.

No evento, também estavam presentes Caio Bruno, supervisor do Museu Histórico Municipal e assessor de Comunicação da Fundação Pró-Memória de São Caetano do Sul, e Thomaz Pacheco, galerista e curador da Pinacoteca de São Bernardo do Campo e fundador da Galeria OMA.

 

Anúncios

Relato do evento “Olhares sobre o Museu do Ipiranga”

Olhares_sobre_o_Museu_do_Ipiranga_2017_044
Participantes do evento “Olhares sobre o Museu do Ipiranga” (Crédito: Sturm/Wikimedia Commons)

* Por Tamires Ansanelo

Foi realizada, no dia 11 de novembro de 2017, uma visita educativa ao Parque da Independência e ao Museu Paulista. À época do evento, o Museu estava fechado para reforma, tendo a nossa caminhada sido realizada pela parte externa do Museu. A visita foi organizada pela equipe educativa do Museu Paulista, com uma parceria entre o Museu Paulista, o CEPID NeuroMat, a Coordenadoria de Cultural Geral da Faculdade Cásper Líbero e o Grupo de Usuários Wikimedia no Brasil.

Foi uma atividade interessante, pois exploramos parte do Museu e do Parque da Independência, tirando fotos durante a nossa caminhada, imagens essas que depois do evento, foram carregadas no Wikimedia Commons. Como também adquirimos mais conhecimento sobre a história do Museu do Ipiranga e seu espaço, uma vez que a instituição é um das mais visitadas da capital e um dos mais importante da Universidade de São Paulo.

Eventos como esse nos fazem ampliar nosso conhecimento cultural sobre a história do nosso povo e do nosso país, como também disponibilizar o conhecimento construído de forma gratuita, como por exemplo as fotos carregadas no Wikimedia Commons. Por fim, o mais interessante foi analisar as fotos tiradas pelos participantes do evento, pois é possível perceber como cada um tem uma percepção única sobre o espaço.

O processo de copyright das pinturas do Museu do Ipiranga

Júnior,_José_Ferraz_de_Almeida_-_Partida_da_Monção
O quadro “Partida da Moção”, de Almeida Júnior, foi uma das obras carregadas na Wikimedia Commons pela equipe NeuroMat, através da parceria com o Museu Paulista da USP (Crédito: Wikimedia Commons / Domínio Público / Acervo do Museu Paulista da USP)

* Por Giovanna Fontenelle

A terceira etapa na parceria do Museu Paulista com o NeuroMat é o carregamento de todo o acervo de quadros em domínio público da instituição no Commons, a plataforma multimídia dos projetos Wiki, e no Wikidata. Para esta atividade, o Ipiranga forneceu os dados de 1054 imagens, entre pinturas à óleo, estudos e desenhos.

Continue Lendo “O processo de copyright das pinturas do Museu do Ipiranga”

NeuroMat disponibiliza fotografias de São Paulo tiradas por Werner Haberkorn

* Por Giovanna Fontenelle

A segunda etapa na parceria do Museu Paulista com o NeuroMat, em 2018, foi o carregamento de 63 imagens do fotógrafo Werner Haberkorn no Commons, a plataforma multimídia dos projetos Wiki, e no Wikidata. Estes arquivos pertenciam ao acervo da instituição, mas não estavam em domínio público, já que o artista viveu até 1997.

Continue Lendo “NeuroMat disponibiliza fotografias de São Paulo tiradas por Werner Haberkorn”

NeuroMat disponibiliza as pinturas em domínio público do Museu do Ipiranga

* Por Giovanna Fontenelle

O carregamento mais recente da equipe do NeuroMat em parceria com o Museu Paulista foi o das pinturas em domínio público da instituição. No total, 223 itens foram adicionados ao Commons e ao Wikidata.

Continue Lendo “NeuroMat disponibiliza as pinturas em domínio público do Museu do Ipiranga”

Como funciona a categorização interna das obras do Museu do Ipiranga

Graças a uma parceria, o NeuroMat desenvolve um projeto que pretende carregar todo o acervo do Museu Paulista da USP no Commons, a plataforma multimídia dos projetos Wiki. Para alcançar este objetivo, a equipe atuante utiliza o Icono, o banco de dados do Ipiranga e do Museu Republicano.

Continue Lendo “Como funciona a categorização interna das obras do Museu do Ipiranga”

Como funciona a plataforma de consulta do Museu do Ipiranga

Saiba os detalhes de como funciona a plataforma de consulta do acervo do Museu do Ipiranga

Museu do Ipiranga
Fachada do Museu do Ipiranga, ou Museu Paulista da USP, em São Paulo (Crédito: Wikimedia Commons/José Marcos Oliva CC BY-SA 4.0)

* Por Giovanna Fontenelle

A parceria do NeuroMat com o Museu Paulista pretende carregar praticamente todo o acervo da instituição no Commons, a plataforma multimídia dos projetos Wiki. Para tal tarefa, recorre-se muito ao banco de dados do próprio Ipiranga, chamado de Icono, onde todas as informações sobre as obras do museu ficam reunidas.

Continue Lendo “Como funciona a plataforma de consulta do Museu do Ipiranga”