Estatística de redes sociais

*Por Miréia Figueiredo

Nessa semana, finalizei a escrita do conteúdo de mais uma aula do módulo 4. Temas Centrais da Ciência Contemporânea. Dessa vez, a aula era sobre Redes sociais e foi baseada na apresentação de Antonio Galves em um dos episódios do Faísca NeuroMat.

A partir da construção de um modelo matemático, o conteúdo explica como acontece a formação da opinião pública nas redes sociais. Como os agentes se influenciam mutuamente durante esse processo e como a ação de robôs têm afetado na construção dessa opinião. Para isso, são selecionados alguns estudos de caso referentes às eleições de 2018.

As eleições são usadas como exemplo justamente por terem apresentado resultados inesperados. Em mais de uma situação, candidatos que não lideravam as pesquisas de intenção de voto acabaram sendo eleitos.

Em uma sociedade democrática, é normal que haja flutuações na opinião pública. Mas, nesse modelo, o fato que todos se influenciam mutuamente, qualquer flutuação local afeta a opinião majoritária do grupo. Assim, a polarização – inclinação representada nos gráficos que reflete a maioria das opiniões que o ator recebeu – amplifica esse efeito levando a uma situação de unanimidade. Ou seja, as redes sociais são máquinas de produzirem unanimidades em um curto espaço de tempo

Trecho retirado da aula

Apresentação do curso na Wikiversidade

*Por Miréia Figueiredo

Nessa semana, gravei e editei um vídeo para integrar o curso de Introdução ao Jornalismo Científico na Wikiversidade. O vídeo, que será publicado na página inicial do curso, explica algumas diretrizes para a realização das atividades e também indica os módulos e os pesquisadores consultados para a elaboração das aulas.

Um dos pontos esclarecidos no vídeo é a importância dos estudantes estarem sempre logados durante a execução das tarefas e de se inscreverem no painel de controle de edições para acompanharem a própria evolução no curso. Além disso, foram apresentados os recursos multimídia que compõem cada uma das aulas: texto, quiz, vídeo/podcast.

Agora, o coordenador da equipe de difusão, João Alexandre Peschanski, e a assistente de comunicação, Thais May, devem assistir o vídeo e comentar sobre a qualidade da imagem, do áudio e do roteiro. A partir de então, saberei se posso publicar o material na plataforma Wikimedia Commons ou gravar uma segunda versão.

A finalização do módulo 1

*Por Miréia Figueiredo

Nessa semana, finalizei o módulo 1 do curso de Introdução ao Jornalismo Científico. Para concluir essa etapa restava apenas fazer alguns ajustes técnicos, como incluir um resumo das aulas na página inicial do módulo e também uma capa provisória para cada uma delas.

Anteriormente, eu já havia tido uma conversa com Fernando da Paixão, que avaliou o conteúdo do módulo. Todos os quizes também já estavam prontos. Ainda falta selecionar conteúdos audiovisuais para compor algumas aulas. Um desses conteúdos, referente ao caso do físico Boltzmann, está sendo produzido por Fernanda Volchan.

Em relação a tarefa do módulo, Camilla Tsuji foi a primeira inscrita no curso a realizá-la e, em uma das reuniões semanais da equipe de difusão, compartilhou como foi seu processo. O mecanismo de envio das respostas ainda não está totalmente acabado, Erika Suca ficará encarregada de desenvolver esse recurso.

Participar e colaborar: alguns dos pilares da Wikiversidade

*Miréia Figueiredo

Na quarta-feira (17/03), tive uma reunião com o orientador da equipe de difusão científica, João Alexandre Peschanski, para conversarmos sobre a escrita do artigo desse semestre. Como comentado anteriormente, estou pesquisando o uso de recursos multimídia pelos cursos da Wikiversidade, e como tais recursos podem potencializar a conexão com e entre os usuários.

Nesse encontro, eu e Peschanski organizamos um pouco da estrutura do artigo e alguns dos tópicos a serem abordados, como: a explicação do que é um curso MOOC e do que é a Wikiversidade. Também discutimos a escolha do termo “conectar” de acordo com a bibliografia. Em linhas gerais, o termo se relaciona com participação e colaboração, conceitos-chave para a pesquisa.

Terminada a leitura dos artigos de referência, partirei para a escrita da metodologia da pesquisa. Então, seguirei para sessão de análise empírica do artigo: 4 cursos da Wikiversidade, incluindo o curso de Introdução ao Jornalismo Científico desenvolvido pelo CEPID NeuroMat.

Conhecendo o processo de modelagem de neurônios

*Por Miréia Figueiredo

Na última semana, também tive uma reunião com a pesquisadora Aline Duarte que me apresentou o conceito de modelagem de neurônios. Este tema baseará a aula 2 do módulo 4. Temas Centrais da Ciência Contemporânea. Diferentemente da reunião com Claudia Vargas, desta vez, meu conhecimento sobre o assunto era praticamente nulo.

Aline foi muito didática e ao final do nosso encontro eu não havia ficado com dúvida alguma. Apesar desse aparente esclarecimento, é comum que alguns questionamentos surjam no momento de escrita das aulas. Nesse sentido, a pesquisadora se mostrou muito solícita para respondê-los assim que surgirem.

Penso que a aula de cérebro estatístico e as referências que a Claudia me indicou criarão uma boa base para que eu escreva a aula de modelagem de neurônios. Pois ambas trazem assuntos ligados às áreas de exatas e biológicas, com as quais não estou tão familiarizada. Pelo menos, não nesse nível de complexidade.